terça-feira, 15 de maio de 2018


“Nenhum homem é uma ilha, inteiramente isolado, todo homem é um pedaço de um continente, uma parte de um todo. Se um torrão de terra for levado pelas águas até o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse o solar de teus amigos ou o teu próprio; a morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntai: Por quem os sinos dobram; eles dobram por vós”
                 (John Donne (1572-1631) foi um dos maiores poetas de língua inglesa.)

3 comentários:

Francisco de Assis Dorneles disse...

Profunda essa ideia, o pessoal da chamada Nova Era usa muito a expressão Somos Unos.
Ideia de todos seres estarem em um.
Toda vez que uma cultura destrói outra , a Humanidade fica mais pobre.

CANTINHO NANNE BRASIL disse...

Francisco,além da beleza poética,o poema possuem o caráter preciso e filosófico tipico da obra de John Donne.Suas reflexões a respeito da perenidade da vida e da preparação do corpo e do espírito frente ao encontro derradeiro com o Criador são apresentadas de um modo poético e complexo, refletindo toda as características metafísicas de uma produção literária ampla e vasta.É magnifico!

Francisco de Assis Dorneles disse...

É belíssimo o que você explica. Está vendo seus trunfos de leitora avançada rs

`·.¸¸.·´´¯`··._.·•·.·´¯`·.·•Cantinho Nanne Brasil•·.·´¯`·.·•`·.¸¸.·´´¯`··._.·

`·.¸¸.·´´¯`··._.·•·.·´¯`·.·•Cantinho Nanne Brasil•·.·´¯`·.·•`·.¸¸.·´´¯`··._.·